Rua Afonso Celso, 1245 - Saúde

Fone: 11 2275-5959

cursos

Violino


Além da aula prática individual de Violino, o aluno pode freqüentar semanalmente aulas de Teoria Musical e também aulas de  Instrumento Complementar em grupo ( Violão, Canto  ou Percussão) sem custo adicional, totalizando até 3 aulas semanais.

Duas vezes ao ano, realizamos nosso Show de Alunos, onde  o aluno  tem a oportunidade de se apresentar em casas com estrutura de som profissional.
Postura, interpretação, sonoridade, técnica, leitura e percepção fazem parte do programa do curso de violino do Centro Musical Santa Cruz.

 Postura, interpretação, sonoridade, técnica, leitura e percepção fazem parte do programa do curso de violino do Centro Musical Santa Cruz.

Nas aulas de violino, o aluno da escola desenvolve um repertório estimulante, adequado a seu objetivo, e que vai além da tradição erudita, explorando gêneros como Jazz e Música Popular Brasileira.

 

 

 

 

 

 

O violino é o mais conhecido entre os instrumentos de cordas friccionadas e também o mais agudo dessa família, da qual faz parte a Viola, o Violoncelo e o Contrabaixo. O violino possuí 4 cordas afinadas em Sol(4), Re(3), La(2) e Mi(1).

 

 

O som é produzido pela ação do arco friccionando as cordas mas também pode ser executado beliscando ou dedilhando as cordas (pizzicato). O arco possui um conjunto de fios na parte inferior. Esse conjunto de fios podem ser feitos de crina de cavalo ou de material sintético. A crina de cavalo é a preferida pelos violinistas. Para produzir atrito entre os fios do arco e as cordas, o violinista passa sobre os fios uma resina chamada Breu.

O repertório de música escrita para o violino é enorme, incluí concertos de Bach, Vivaldi, Beethoven, Brahms, Tchaikovsky, Mendelssohn, Bruch, Berg e Paganini e cresceu ainda mais depois que Paganini revelou todas as suas possibilidades virtuosísticas.

Existem no entanto diversos músicos que o utilizam na música folclórica, jazz, rock e outros gêneros populares como Antonio da Nóbrega e Jorge Mautner na música brasileira e Stéphane Grappelli e Jean-Luc Ponty no Jazz.

O violino surgiu na Itália em meados do séc. XVI , evoluindo de antecessores como Arebec, Vielle e Lira de Braccio. Durante cerca de 200 anos 3 famílias da região de Cremona, na itália, lideravam a produção de violinos: Os Amati, os Guarneri e os Stradivari (Stradivarius). Os melhores instrumentos ainda são feitos à mão, tomando-se muito cuidado também com a beleza e o acabamento do produto. Para se fazer um violino são necessárias mais de setenta partes. Diversas madeiras são utilizadas, depois de selecionadas cuidadosamente pelos luthiers ( a princípio fabricantes de alaúdes - luth - e posteriormente dos demais instrumentos de corda).

Abaixo alguns dos maiores violinistas da história.

ISAAC STERN (1920 - 2001) -Ucrânia 
JASCHA HEIFETZ (1901 - 1987) – Lituânia . 
DAVID FJODOROWITSCH OISTRACH (1908 - 1974) –Ucrânia. . 
FRITZ KREISLER (1875 - 1962) – Viena
ITZHAK PERLMAN –  Israel
LEONID BORISOVITCH KOGAN (1924-1982) – Ucrânia. 
SHLOMO MINTZ – Rússia. 
HENRYK WIENIAWSKI (1835 - 1880) – Polônia. 
NICCOLÒ PAGANINI (1782-1840) – ITÁLIA
PABLO MARTIN MELITON DE SARASATE Y NAVASCUEZ (1844-1908) – Espanha.

 

Rua Afonso Celso, 1245 - Saúde - São Paulo/SP (Próximo ao Metrô Santa Cruz)
Tel: (11) 2275-5959 / 2578-1551
cemusc@cemusc.com.br